sexta-feira, 3 de agosto de 2007

e daquela vez #3...

...Ia aqui a miss descansadinha ao volante do seu bólide / micro-ondas.

Janela aberta , música nas alturas, final da tarde a chegar a Lisboa.

Estava meia perdida e andar a 20km/h desesperadamente à procura de uma placa que me indicasse o sítio pretendido ou algo que eu identificasse como conhecido.
(Sinceramente, ainda não consegui entender como andar de carro em Lx. Ajudem-me aqui oh pessoal conhecedor… é impressão minha ou não há placas no centro da cidade?)

Bem, continuando que a história já vai ser longa…

Entro eu numa rotunda… uma qualquer que penso ser bem conhecida lá na mouraria (sem sentido pejorativo, ok?)…

Faço os 1º ¾ da rotunda à mesma velocidade caracoleana e a olhar para todos os lados à procura da placa milagrosa… não encontro e mentalizo-me que vou ter que dar umas 20 voltas para ver se conheço alguma coisa.

Pensamento que ocupava todo o sector pensante da cabeça daqui da vossa amiga “fooooooooo**-se!!! Não vou conseguir chegar à Pu** da reunião a tempo caral** pu** que pariu esta mer** toda!! - já perceberam a ideia, certo?

A esta altura, já bastante enervada, sou interrompida pelo esgar de raiva de uma gaja montada numa bela mota (daquelas tipo famel ou zundap) mas com uns auto-colantes que diziam BT.

Chit!

A mulher-polícia estava verdadeiramente histérica…

Eu assumi que não estivesse a falar comigo e, inclusive, encolhi os ombros e olhei em todas as direcções a tentar perceber com quem é que ela estava a falar…

Não estava ninguém a fazer nada de mal. Como eu estava de janela aberta e a 20km/h perguntei, ainda em andamento, se a senhora estava a falar comigo.

Ela responde:
“estou a falar contigo sim senhora!! Encosta aí o carro que se não sabes conduzir não conduzas!!”

PÁRA TUDO! FOOOOOOOOOOOO**-SE!!! EU OUVI BEM?
CONTIGO?? ENCOSTA??
Mas esta vaca está a tratar-me por tu?

MAS QUÉSTA MERDA??

Beeeemmm nesta altura passaram-me umas quantas atitudes passíveis de punição através de inibição de vida social – PRISA!

Mas como, eu até sou uma gaja polida e educada (e como não podia apanhar nem mais uma multa senão a carta ia c’o catano), mantive a calma e parei o carro sem ondas e perguntei o que é que se tinha passado…

Bem, a mulher continuava completamente desvairada (havia a festa de celebração do campeonato ganho pelo SLB nesse dia… suponho que haja ligação entre o mau-humor da senhora e este facto)…

Fartou-se de dizer : “ias-me matando, pá”…

E eu só lhe dizia: “ mas eu vou a 20km/h! não acha que teria apercebido se estivesse na iminência de matar alguém????” – já estava capaz de a trincar! É que a gaja, de tão absorta que estava com os seus próprios pensamentos, não ouvia nada nem ninguém!

Pediu-me – grosseiramente – os meus documentos.

Entreguei-lhos.

Ah e tal, mais daqui mais d’além… VOU-TE AUTUAR!! Damn!

Eu, que ainda não tinha percebido qual tinha sido a minha tão grave infracção que ia tirando a vida a uma agente da autoridade, continuei em busca de uma explicação.

Pouco depois ela disse que eu tinha passado um vermelho!!!

Não passei! – defendi-me como pude mas vocês sabem… nestas situações….. é lixado!

Bem, trocas e baldrocas depois e mais umas conversas desalinhadas, lá me passou o auto!

Eu tremia que nem varas verdes – o meu pensamento estava a 1000 à hora a tentar perceber que raio é que eu ia fazer para me safar. Não posso MESMO ficar sem carta…

Entretanto chegou um colega dela e a senhora, de repente mudou de maneiras e passou a tratar-me de uma forma super cordial, super educada, super formal…

BEM… AQUI EU PASSEI-ME!!

- mas porquê que agora me está agora me está a tratar assim tão bem? Ainda há pouco me tratava por tu e me insultava… é por estar com um colega?

- mas eu tratei-a mal?? Ah não … estou a trata-la da mesma forma de há bocado (cara de lontra)…

AIIIIIIIIII

O colega foi embora mas antes perguntou-me:
- a senhora precisa de alguma coisa?
- preciso. Preciso que haja bom senso nestas coisas e que acreditem em mim!
- mas quanto a isso não posso fazer nada!

Bem, a gaja ouviu o que eu disse ao colega e passou-se!

Deixa-o sair dali e dirige-se para o meu carro com uma vontade inequívoca de me dar na tromba… ela berrava, ela gritava, ela insultava, ela fazia 30 por 1 linha…

Não me bateu (era doce...) mas faltou pouquinho.. metia a cabeça na janela do meu carro a cada 3 segundos! Parecia uma cadela enraivecida!

Olhem eu… limitei-me a fechar a janela e sair dali e deixa-la a falar sozinha…

Passaram-me coisas bem piores pela cabeça… no auge da cena toda passou um autocarro por trás dela e só me apeteceu empurra-la para trás.

Não fiz nada disso mas escrevi cartas para todo o lado e mexi as minhas “influências” de forma a conseguir o telefone do chefe dela.
Falei directamente com ele. Foi instruído um processo de averiguação.

Passado uns meses recebi umas cartas de resposta. Ela negou tudo (naaaa!!) por isso ficou impossível de provar o que quer que fosse.

Ao menos ela chateou-se bem mais do que eu.

Lá consegui impugnar a multita e a carta ainda se passeia na minha carteira.

sempre que me lembro desta história fico com o ritmo cardíaco quase em colapso...

acham normal?

Só a mim...
Devo ter um odor corporal que atrai as melgas e as cenas tristes...


NOTA: vamos dizer que a história é fictícia, tá? Não vá o diabo tece-las e o DGV ver este blog assim por acaso e voltar a atrás na decisão…

29 comentários:

Fati disse...

Ora muito bem... eu, que estou naquela profissão em que os trabalhadores são me***, sabes bem que há algum tempo fui insultada pela mãe da "minha ***na" e sabes que nunca tal me tinha sucedido. Fiquei incrivelmente histérica quando a Srª mentiu na minha fuça à frente de quem estava a ouvir. Dá vontade de sacar de uma G3 e.......pum! Já foste. Mentir não mentes mais!
Será que resolve andarmos de gravador no bolso só para apanhar estas mentiras? Era giro não era?...

Miss Velvet disse...

tens mais do que razão fatix!

eu acho que sim... na altura, com esta bacarrona, lembrei-me disso... e tinha dado bem jeito para provar o que tinha acontecido...

mas olha! não fui sificientemente inteligente...

rb disse...

Entao a mulher insulta grita e tu ficaste nas calmas??

Se fosse comigo tinha-lhe espetado um murro na cara de lontra!

À cada his´toria.....

Miss Velvet disse...

sim rb, isso eu também diria se só estivesse a ouvir a história... se estivesses lá e se não pudesses perder a carta tinhas mesmo que "amóxar" ehehe

Fati disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Miss Velvet disse...

desafio aceite cara fati!
obrigadinha
realmente... conas da mãe dos EUA (oops já falo à moda destes caraças!) têm a mania... falam falam falam falam e vai-se a ver................
este artigo será postado como artigo, por isso, cara fati vou tomar a liberdade de apagar o comentario para depois ter mais impacto, ok?

só faço depois de concordares babe, por isso despachez vous

Fati disse...

Está aceite babe! Vou de Férias com o sentido do dever cumprido!

velvet mum to be disse...

Lembro-me bem desta telenovela. Do que te livraste, moça... E realmente é verdade: nada há de + caótico do que conduzir em Lx para quem tem a felicidade de não ser de lá. Placas para quê/quem? E têm eles a lata de dizer que cá no Norte é tudo mt confuso! Quero deixar uma sugestão para o prox. colírio: que tal o Sawyer do Perdidos? É bom todos os dias!!! beijinhos da incubadora

Miss Velvet disse...

oh incubadora... e juízinho? não há???

o teu colírio é só um e chama-se tomáS e é meu afilhado!!

esta rubrica já não é para os teus olhinhos!! ehehe mas vou ver quem é que eu dessa série não sou grande fã!

e de facto... Lx, placas para quê? os bons (de lá) conhecem por isso os outros que se amanhem!!

nota - continuo a dizer q nao tenho nada contra lx... só contra a falta de placas!!!

Raquel disse...

Quem não se lembra deste episódio da miss...
Mas já agora o que queres dizer com "nesta altura passaram-me umas quantas atitudes passíveis de punição através de inibição de vida social – PRISA!"??
Isto é que vai uma linguagem metafórica :)

Miss Velvet disse...

não não rachel... não é metáfora! passaram-me pela cabeça as 353 maneiras de fazer um acto criminoso e ir para à prisão! ehehe

atenção meninas... o colírio sugerido ali pela incubadora... nham nham nham nham nham nham nham

hoje é 6ª feira gente... já não estou em condições de receber essas sugestões!! ahhh

Joachim Gonzales disse...

Não podia deixar de vir aqui após ter lido um coment seu no http://gajaspodresdeboas.blogspot.com, e acabei por me entreter aqui a ler a sua ultima mensagem, trato-a por tu porquenão quero que fique com a ideia errada, sou polido e educado,mas não acreditei muito na sua versão... Coisas de gajo... Mas andar na cidade a 20 à hora a olhar para horizonte em busca da placa perdida...
Resumindo,você não tem um odor corporal que atrai as melgas e as cenas tristes... Você provoca as cenas tristes porque é uma melga...

Anónimo disse...

Realmente... é impressionante a quantidade de melgas que existem na net... a algumas dá mesmo vontade de cortar as asas.... há quem seja melga e provoque cenas tristes só pelo dom da escrita (ou falta dele)! Quem diria...

Anónimo disse...

Miss... só críticas construtivas, sem respostas pejorativas eu sei... mas de vez em quando, dá vontade.... Sorry, não me contive!

meu disse...

Sabes que de mulher para mulher as coisas complicam-se. Isto é, se a policia fosse um homem, ele tinha te tratado muito melhor, isto porque as mulheres umas para as outras são as maiores cabras que se pode imaginar, principalmente na condução. Um dia ía muito bem na A5 para o trabalho e devido ao trânsito tive que parar um bocado antes da entrada para miraflores. O carro que estava à minha frente começou a andar para trás (descair) e eu, um bocado admirado, começei a buzinar. Sem sucesso de chamar a atenção, comecei a descair o meu carro ao mesmo tempo que buzinava até que não deu mais pois arriscava-me a bater no carro que estava a trás de mim. Pelo menos 0.5 metro ela descaiu até que bateu no meu carro ( foi só um encosto ). A estupida sai do carro dela, vem ter comigo, mete a cabeça dentro do meu carro ( a janela estava aberta ) e diz-me:
- Então o Sr. bate-me assim?!?!?!?!?
e eu muito calmamente respondi:
- Se a Sra. não tirar a sua cabeçinha de dentro do meu carro, pode crer que lhe bato. Ela automaticamente recua a cabeçinha dela e eu continuo:
- A Srª não ouvio eu buzinar como louco?!?!?!?!
- Não!!!! não ouvi?!?!?!?!
-A Srª não reparou que o seu carro estva a descair?!?!?!?!
- eu tenho carta à 9 anos e nunca me aconteceu tal coisa.
-Pois é minha Srª há sempre a primeira vez para tudo...até para a estupidez. Ela a seguir, toda ofendida, dirigiu-se para o carro dela e foi-se. Agora diz-me se isto não é de loucos.
No entanto eu acho que tu te portaste muito bem Velvet. A razão ficou do teu lado. Adorei como tu foste inteligente, teres aproveitado a vinda do agente para te vingares um bocadinho.

fica bem

Miss Velvet disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Miss Velvet disse...

anónimo,

deixa lá... de vez em quando é saudável não haver contenção...

mas tens razão... dá vontadinha de cortar as asas a algumas melguitas que por aí aparecem...

Miss Velvet disse...

meu,

é... custa-me admitir mas tens mesmo razão... já tive montes de cenas "policias" com homens e a coisa correu sempre dentro da normalidade... mesmo com umas multas pelo caminho!

é de loucos realmente... a senhora devia tar a tentar sacar-te um guitito para uns sapatinhos novos ehehe

mas ha muito gajo aí na estrada que também faria isso de certezinha...

olha é o que te digo... melgas e cenas tristes!

belo comentário... sê bem-vindo!

Miss Velvet disse...

joachim,
trato-te por tu porque me apetece...

no fim do post diz que a história é fictícia (não vá dar-se o caso de seres da DGV)

melgas e cenas tristes... afinal não deve ser o odor que os atrai...

sê bem-vindo à mesma que nesta casa recebe-se com alegria todos os visitantes

Fã da miss disse...

Mas o que é isto...?? nada de falar assim com a miss(mesmo que seja a brincar, pq nem vou levar isto a sério)! Mas por um lado ate deve ser verdade, de atrair melgas... porque é cada uma que as vezes aparece aqui para fazer um comentário ao post... mas enfim miss, tal como mostraste es superior a todas as melgas e semi-melgas que se metem na tua vida!

Miss Velvet disse...

yo fã!

'brigadinha. mas acho que até tenho é que agradecer aí a esse senhor...
até já tenho uma fã!! eheheheheh

keep coming!!

The one you know disse...

É por estas e por outras que não deviamos dar tanta autoridade às mulheres!!! :P por acaso de todos os policias que já me mandaram parar, o unico que me lixou foi uma mulher...

Raquel disse...

Sim senhora... já tens uma fã e tudo!! Isto é que, ou se é "miss" ou não se é!

Miss Velvet disse...

the one,

pois... não estou inteiramente de acordo contigo mas neste caso aplica-se e bem!!

raquel,

pois pois... isto é para quem pode, não é para quem quer!! ehehhe

Cris disse...

Txiiiii....
Só cheguei agora, e deparo-me com isto, pá!?! Tantos comentários eliminados???
Que se passa Miss?
Este episódio já é mais conhecido que o tremoço...isto só demonstra as prepotentes autoridades femininas, ainda por cima da Capital!! Mouros, pá....aposto que ouviram o teu "pensamento" carago... detectaram logo que eras uma gaja do Norte!!

Miss Velvet disse...

ehehe
cris, os comentários eliminados não têm razão especial nenhuma... foi uma opção. só isso...

mas até deixei os comentários mais críticos por isso não se trata de censura!

vê lá que estava à tua espera para postar outro artigo... ainda bem que estas de volta babe!

(agora só falta a luna)

Cristy disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Cristy disse...

As criticas só têm valor se forem rubricadas, pq assim no escuro perdem o valor.

E, não cosidero a Miss uma MELGA...como é óbvio, e mta gente pensa o mesmo, senão, não tinha tantas visitas e comentários, certo?

Miss Velvet disse...

cristy babe,

agradeço o apoio! não duvidava dele, claro!!

bjs